top of page

Caramelows lançam novo EP

Caramelows lançam EP com três músicas inéditas avançando ainda mais na pesquisa de linguagens, timbres e maneiras de se produzir.

Dando sequência ao álbum “Goela Abaixo” (produzido por Rafael Barone) de Liniker e os Caramelows, a banda mantém a vontade de seguir no controle de sua própria obra, gravando tudo organicamente, usando a ambiência de um quarto, uma sala, um vão de escada ou uma cozinha.

Vão da naturalidade do uso desses ambientes, até  o estranhamento e o entendimento de si próprios que as extensas tours internacionais evocam. Triturando referências da música internacional, seja folclórica ou extremamente futurista, a banda mantém um olho no umbigo e outro no globo.

O EP homônimo – gravado no estúdio @ZaHHomE em Araraquara/SP com engenharia de Dré Guines – GOMAinc.- conta com as faixas “Robotização”, um funk nervoso e espacial, cheio de quebras de andamento, variações de compasso e forma musical incomum; “Chicha Morada”, uma declaração de amor à música latina, bem humorada, cheia de riffs de sax, pianos maldosos, percussão musculosa e até um solo de guitarra à la Santana, e “Adubaião”, música nordestina, psicodelia e um beijo na bochecha do jazz brazuca.


Bio

Os Caramelows são uma banda paulista, com o pé na estrada desde 2016, que derrete o funk setentista na MPB, funde soul com psicodelia e empurra o rock escada abaixo junto com o jazz. 

Ficou conhecida pelo público e pela crítica ao rodar o Brasil e girar o mundo ao lado da cantora e compositora Liniker Barros (no projeto Liniker e os Caramelows) tocando os discos “Remonta” (2016) e “Goela Abaixo” (2019) em festivais como o WOMAD, Lollapalooza Brasil, WOMEX, Rock in Rio, SXSW e Reeperbahn, além de programas e web shows (Tiny Desk, Furious Sessions) bem como casas de shows por todo o lado, muitas vezes dividindo o palco com artistas tão diversos quanto Elza Soares, Criolo, Mulatu Astatke, Cory Henry and The Funk Apostles, Ziggy Marley, Metá Metá e muitos outros.

A banda assim se repensa, mastiga mastiga mastiga tudo o que comeu em turnê e devolve identidade latina, produção independente, cultura periférica descolonizada e, é claro, música dançante. Segue doida, de trem-avião-van-buzão, pesquisando as tradições de todo o canto, o experimentalismo, o pop, o ceviche peruano, a cerveja alemã e a tapioca brasileira.

Caramelows é: Eder Araújo (sax e flauta), Renata Éssis (vocais), Marja Lenski (percussão), Fernando “TRZ” Falcoski (teclas), Rafael Barone (baixo), Wiliam Zaharanszki (guitarra) e Péricles Zuanon (bateria).

Foto Leila Penteado

Комментарии


Комментарии отключены.
bottom of page